quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Onde está Ele?


É incrível  como Deus se torna um fardo, algo que ocupa o tempo de outras coias "mais importantes"... Não deveria ser motivo de orgulho ter-se e tentar-se seguir o caminho de Deus? Não deveria ser motivo de alegria os nossos mais chegados quererem e ambicionar os desafios que a Igreja propõe?
 Que mundo é este? Que mentalidades são estas? Onde a preocupação principal é “Se se está demasiado tempo na Igreja?" Como é possível que as aparências, o bem estar, o futuro garantido, sejam mais importantes que Deus, que Jesus?  “Vinde e Vede!” Diz-nos Ele? e que tal ousar? Mas não... o mais importante é como os outros nos vêem.
Ter medo do amor? Ter medo de se ficar agarrado por amor? Que medos são estes? O ser e parecer valem mais? Está tudo tão desvirtuado! 
Ser de Deus não é fácil, como se pode julgar alguém pode querer dedicar o seu tempo á Igreja, como se proíbe a Eucaristia a alguém que A deseja?Como se tem medo que alguem dê catequese? Seja "Catequisado"? Fazer de Deus algo que ocupa o tempo? Simplesmente ridículo!


Pegarei e agarrarei-me sempre a este Salmo 13



Até quando consultarei com a minha alma, tendo tristeza no meu coração cada dia? 
Até quando se exaltará sobre mim o meu inimigo?
Atende-me, ouve-me, ó SENHOR meu Deus; 
ilumina os meus olhos para que eu não adormeça na morte;
Para que o meu inimigo não diga: Prevaleci contra ele; e os meus adversários não se alegrem, vindo eu a vacilar.
Mas eu confio na tua benignidade; na tua salvação se alegrará o meu coração.
Cantarei ao SENHOR, porquanto me tem feito muito bem

Assim Seja...

Um comentário:

  1. Se soubesse o quanto todo este partilhar me diz tanto

    ResponderExcluir